Há uns finais de semana atrás fui conhecer o o maior templo budista da América Latina, o Templo Zu Lai em Cotia, São Paulo. O templo é aberto à todos, mesmo os que como eu não são budistas e pelo que li, esse templo faz parte de uma ordem chamada Fo Guang Shan.

 

Estava um dia lindo e ensolarado mas lá ventava muito, um vento super frio ! Por isso se você for conhecer o local leve uma blusa de manga, mesmo que o dia esteja bonito, só por garantia ! 😉

 

Uma manhã ou uma tarde é tempo suficiente para conhecer o lugar, que é lindo, todo em estilo chinês, mas não tem coisas suficientes para se fazer em um dia inteiro, a não ser que tenha algum evento no dia, como palestras ou apresentações. Agora se você curte sentar na beira do lago e ficar conversando ou é budista, gosta de meditar ou coisas do tipo, aí sim você pode se programar para passar o dia lá. Agora se você é super agitado, que não curte ficar literalmente “admirando a paisagem”, metade de um dia vai ser suficiente.

 

 

No local existe uma cafeteria e um restaurante, ambos só servem opções vegetarianas. Eu e meu namorado comemos na cafeteria porque as opções do restaurante não eram muito a nossa cara (nós não comemos saladas…), mas na cafeteria tinham uns pães feitos lá mesmo que eram uma delícia !!! Tanto os pães doces quanto os salgados eram muito gostosos !! Já no restaurante você pode pagar R$ 20,00 e comer à vontade, mas leve dinheiro porque eles não aceitam cartões nem no restaurante, nem na cafeteria ou na lojinha.

 

 

Lá também não se pode tirar fotos dentro dos ambientes, e nem das pessoas que estão tendo aulas (como de Tai Chi-Chuan por exemplo, a gente tirou umas fotos e um dos alunos nos disse que não podia… por isso nem vou colocá-las aqui !). Juro que ficamos no maior silêncio do mundo para não atrapalhar a concentração deles e depois desse episódio fiquei até meio receosa sobre o que eu podia ou não fazer, fiquei até com medo de sentar em algum lugar que não pudesse ! rsrs..

Falando na aula de Tai Chi-Chuan, eles também tem cursos de chinês, meditação, entre outros lá no templo.

 

 

Como recomendações gerais, acho importante colocar que se deve prestar uma certa atenção à roupa que se vai usar para visitar o lugar, já que se trata de um templo religioso, então decotes, roupas muito curtas não “ornam” com o ambiente… rsrsrs. Fora isso, não é permitida a entrada com bebidas alcoólicas, carnes e seus derivados e também não se pode fazer pic nic no local. Aqui no site deles tem um mapinha de como chegar e as orientações com relação ao que pode e o que não pode fazer por lá, super importante dar uma olhada ! Viu que mesmo eu lendo cometi a gafe da foto da aula de Tai Chi, imagina não lendo !! =p

Dê uma olhada no mapa em como chegar porque a gente foi de carro e o GPS nos levou para um ponto marcado como Templo Zu Lai mas que não era nem na cidade de Cotia ! E caso não queira ir de carro, tem um ônibus gratuito que sai às 8:30hs da estação Liberdade do metrô para o Templo e depois retorna por volta das 16 hs do Templo para o metrô.

 

Jardim dos arahats, os 18 primeiros discípulos de Buda Shakyamuni a alcançarem a iluminação, segundo li na Folha.com

 

 

 

 

Autor

Juliana Rosa é apaixonada por viagens, esportes, arte, música e criatividade em geral e conta aqui no blog um pouco das suas andanças.

4 Comments

    • É sim Camila, é bem interessante pq além de ser um lugar muito bonito, lá você se sente dentro de outra cultura mesmo… foi o que falei, eu fiquei até meio assim com medo de fazer alguma coisa imprópria para o lugar ! rsrs.. Mas no final, tirando a gafe da foto do Tai Chi até q consegui me encaixar bem ! rsrs

Deixe uma resposta