Bonito, MSNa trilha das cachoeiras da Estância Mimosa

Fiquei pensando se escrevia ou não esse post, porque fizemos essa viagem há alguns anos (por isso a falta de fotos legais para um post, sorry ! rs) e já não me lembro dos detalhes exatos para contar… Acabei decidindo escrever contando ao menos as minhas impressões desse lugar tão lindo que é Bonito, no Mato Grosso do Sul.

 

Tanto eu quanto o Danilo somos pessoas super urbanas, mas vou dizer que essa viagem serviu para nos mostrar o quanto é delicioso fazer uma viagem assim, que te deixa tão próximo da natureza ! É daquelas viagens em que você sente que realmente recarregou a bateria, sabe ?

Foi incrível ! Foi tudo meio de improviso, porque recebemos o convite uns dias antes da data da viagem, então nem deu tempo de pesquisar ou programar absolutamente nada. Mas o que conseguimos conhecer de lá foi suficiente para adorarmos o lugar !

Ficamos só uns 3 dias por lá, e em um desses dias fizemos uma trilha com paradas em diversas cachoeiras e piscinas naturais na Estância Mimosa, e também almoçamos por lá, com os pássaros vindo nos fazer companhia à mesa rsrsrs.

 

O que não podia faltar em uma viagem à Bonito foi fazer a flutuação, aonde é só deixar a correnteza levar seu corpo e ficar vendo os peixes ao nosso redor naquelas águas transparentes. Uma experiência muito, mas muito legal mesmo !

Pelo que li, esse passeio pode ser feito no Rio Sucuri e no Rio da Prata (pelo que me lembro fizemos o nosso na segunda opção), e são contratados em agências de turismo (foi o nosso caso !). Também li que a melhor época para fazer a flutuação é de julho a agosto, apesar de ser meio friozinho, e a mais cheia de gente é de dezembro a janeiro.

 

Uma das coisas chatas de se fazer uma viagem sem planejamento: quando chegamos descobrimos que para visitar a Gruta do Lago Azul, um dos passeios mais famosos de lá, era preciso agendar, pois existe um número máximo de visitantes por dia. Ou seja: não conseguimos fazer esse passeio ! =/

Para os mais corajosos, outro passeio que não se pode perder (mas que nós perdemos ! rs) é o Abismo Anhumas, que pelo que li, é a maior caverna submersa do mundo.

 

Outra coisa que achei marcante por lá foi poder experimentar diversos tipos diferentes de carnes, como carne de jacaré e capivara. Na verdade, lá tem uma variedade imensa de receitas feitas com carne de jacaré, encontramos até lanches X-Jacaré (pois é !! kkkk).

Foi uma viagem super rápida e sem prévia programação, mas que foi muito legal mesmo e totalmente diferente da nossa rotina ! Queria voltar com calma para conhecer o que ficou faltando !

 

Bonito, MSManda beijinho pra foto !!! kkkk

Bonito, MSRelaxando depois do almoço na Estância Mimosa, ao lado do novo amigo ! Rs..

Autor

Juliana Rosa é apaixonada por viagens, esportes, arte, música e criatividade em geral e conta aqui no blog um pouco das suas andanças.

Deixe uma resposta